(31) 98496-4749

Segunda a sexta, de 14h30 às 21h30​

(31) 3571•9300

Segunda a sexta, de 14h30 às 21h30

Profissões do futuro: Quais habilidades o Advogado do futuro precisa ter?

Compartilhar artigo

Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Desvende o que está por trás das profissões do futuro e veja como investir ainda este ano em sua formação na área de direito.

Com a constante modernização do mercado de trabalho, os profissionais precisam se reinventar cada dia mais.

Apesar de pensarmos que a tecnologia está tomando conta de tudo, algo que tem ganhado destaque no dia a dia das empresas é a humanização.

O que nos faz refletir sobre a existência de dois lados da moeda, isto é, podemos tanto dizer que existem as profissões do futuro quanto os profissionais do futuro.

Isso porque, ao pensar nas profissões do futuro, já surgem em nossa mente as possíveis cargos, trabalhos e profissões que estarão em alta nos próximos anos.

Agora, quando o assunto são profissionais do futuro, já precisamos focar nas habilidades, características e formação de cada um desses colaboradores.

Neste conteúdo, você entenderá quais são essas potenciais habilidades e ficará por dentro do futuro dos advogados para entender como essa profissão se desenvolverá daqui uns anos.

E se você está em dúvida se começa ou não a estudar nessa área de direito, já te adianto um detalhe: vale a pena demais! Principalmente, se quiser ter uma estabilidade financeira maior com os concursos públicos. Sim, o futuro ainda é deles!

Habilidades e competências necessárias para as profissões do futuro

Para você ter um ideia, as habilidades necessárias para os futuros profissionais é algo que é muito estudado no mundo inteiro.

Existe até um Fórum, o World Economic Forum’s, que traz um relatório sobre o Futuro dos Empregos que é feito a partir de um mapeamento de empregos e habilidades importantes para o futuro e que acompanha todas as mudanças no mundo.

Na terceira edição, foram selecionadas 10 habilidades para os profissionais de 2025, sendo elas:

  • Pensamento analítico e inovador.
  • Aprendizagem ativa e estratégias de aprendizagem.
  • Resolução de problemas complexos.
  • Pensamento crítico e análise.
  • Criatividade, originalidade e iniciativa.
  • Liderança e influência social.
  • Uso da tecnologia, monitoramento e controle.
  • Design e programação de tecnologia.
  • Resiliência, tolerância ao estresse e flexibilidade.
  • Raciocínio, resolução de problemas e formação de ideias.

Para entendermos melhor cada um desses conceitos, precisamos ir além do currículo, vamos agora compreender a fundo as habilidades.

Soft skills e Hard skills: entenda de vez a diferença

Algo interessante de se ter em mente quando o assunto é aptidão profissional, é a diferença existente entre soft skills e hard skills.

Antes de mais nada, a palavra “skills” vem do inglês e significa “habilidades”.

Sendo assim, as hard skills são consideradas habilidades mais fáceis de serem mensuradas. Como, por exemplo, a formação do profissional, seu nível em uma língua estrangeira e até as habilidades ligadas à informática.

Como de costume, essas habilidades já ficam bem à disposição dos recrutadores nos currículos e até no LinkedIn.

Já as soft skills são mais difíceis na hora de quantificar e até reconhecer em um candidato. Alguns exemplos são: capacidade de resolução de conflitos, senso de liderança, proatividade e, claro, a comunicação interpessoal.

Para você ter uma ideia, as dinâmicas em grupo e entrevistas de cultura são ótimas formas de identificar essas soft skills em um candidato.

Profissões do futuro: Advogados diante das novas tecnologias

Antes de mais nada, quando nos voltamos às soft skills de advogados, as 5 habilidades de destaque dos profissionais da área de direito são: ter uma comunicação efetiva, ser planejado, organizado, ser capaz de realizar análises críticas e, por fim, ter mais empatia pelo outro.

Porém, quando o assunto é a entrada de novas tecnologias, os futuros alunos da graduação em direito precisam expandir os horizontes.

Mais do que nunca é preciso ter em mente que, diferente do que imaginávamos anos atrás, a máquina não vai substituir o homem em vários aspectos. Estamos cada vez mais notando o poder existente entre essa conexão e o quanto faz diferença no direito e em diversas outras profissões.

Por isso, uma habilidade interessante para os futuros advogados seria o desenvolvimento cada vez mais da negociação, oratória, persuasão e, claro, a criatividade.

Todas essas são habilidades comuns do ser advogado do futuro e que vai lidar, antes de mais nada, com pessoas.

Mas, por onde começo a preparação para ser um profissional do futuro?

Algo importante de se ter em mente é que quanto antes você começar a estudar, mais cedo você entra no mercado de trabalho.

Para você ter uma ideia, o sonho de muitas pessoas que se interessam pela área de direito está, justamente, na estabilidade financeira advinda de concursos públicos.

E, caso você entre focado no estudo e se dedicando, antes mesmo de formar na faculdade, já consegue prestar concursos de nível médio e ingressar no mercado de trabalho.

Resumindo, a graduação em direito tem muitos pontos positivos, e tenho certeza que agora já está pensando em como fazer o sonho se tornar realidade!

Um curso de graduação pode em um primeiro momento, parecer caro, fora da realidade, mas para isso, tenho uma sugestão para você: os financiamentos .

Como funciona o financiamento?

Me conta, você deseja fazer faculdade mas ainda não possui condições de pagar a mensalidade integral? Não se preocupe, essa sugestão fará você começar a estudar agora mesmo!

Além de oferecer bolsas de até 100%, a Faculdade Asa tem um programa de Parcelamento Estudantil Próprio, com ele, você pode parcelar sem juros até 50% da mensalidade enquanto está estudando e o restante pagar somente depois de formado. Parece sonho, não é?

Essa é uma ótima oportunidade de iniciar os seus estudos, pare de adiar seu sonhos, comece a estudar agora mesmo.