(31) 9 9708-6211

Segunda a sexta, de 14h30 às 21h30​

(31) 3571•9300

Segunda a sexta, de 14h30 às 21h30

Faculdade de Engenharia de Produção: 5 motivos para você apostar em uma

Compartilhar artigo

Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Decidir qual profissão seguir pelo resto da vida é uma decisão de dar frio na barriga. E com toda a razão. Trata-se de uma escolha que precisa considerar análises de sua personalidade, vontade, da situação econômica do seu país e da sua região. E tudo isso pode mudar em alguns anos. Apesar de ser uma escolha difícil, ela é muito necessária, e deve ser feita com cuidado. Além disso, é importante considerar as experiências das outras pessoas. Alguns dados estatísticos também devem ser estudados: por exemplo, é importante saber que, em momentos de crise como o atual, profissões sem graduação tiveram maior perda de renda que aquelas que necessitam de graduação. Por isso, independente de qual carreira você vai escolher, não considere parar de estudar no ensino médio. Veja, aqui, 5 motivos para apostar em uma formação específica: Engenharia de Produção.

1 – O curso perfeito para o mercado de Minas Gerais, pois é muito procurado pelas indústrias e minerações

Sabemos que o mercado mineiro é fortemente dominado por mineradoras, siderúrgicas, indústrias do vestuário, empresas de construção civil e outras empresas de base. Elas oferecem a maior parte dos bons empregos, seja de forma direta ou de forma indireta, por meio das prestações de serviço, terceirizadas, empresas parceiras. Todo esse mercado apresenta algo em comum:  ele requer profissionais da Engenharia de Produção. Tanto as empresas de base quanto aquelas que prestam serviços para elas contratam engenheiros de produção. Você pode verificar isso nas muitas vagas oferecidas em sites de seleção e em redes sociais de trabalho, como no Linkedin.

2 – Diversas possibilidades de atuação

Ao escolher uma profissão, é importante considerar que o mundo muda muito ao longo do tempo. É interessante, por isso, investir em carreiras que ofereçam alguma possibilidade de diversificar. Assim, caso o seu trabalho entre em crise, você pode mudar de atuação e ainda assim aproveitar a sua graduação. A Engenharia de Produção é perfeita sob esse aspecto. Veja o quanto o curso é amplo, dê uma olhada na grade curricular, analise as disciplinas oferecidas. O engenheiro de produção é um profissional versátil e pode desempenhar várias funções essenciais dentro das empresas. Por isso, quem opta por seguir nessa carreira faz uma opção segura. Além de ser uma graduação com formação ampla e completa, você também pode – e deve – investir em especializações após a graduação, para tornar o seu currículo ainda mais atraente.

3 – Média salarial de quem faz Faculdade de Engenharia de Produção

Sabemos que profissões com graduação apresentam menor perda salarial em situações de crise. São trabalhos mais estáveis e com remunerações melhores. As funções desempenhadas pelas engenharias, em especial, têm papel de maior destaque, principalmente em países em desenvolvimento, como o nosso. Ainda há muito o que se construir, a se aprimorar, desenvolver. Os engenheiros, entre outros profissionais, exercem tarefas essenciais para esse crescimento, por isso têm trabalhos mais estáveis. A Engenharia de Produção, por exemplo, tem um piso salarial inicial de mais de oito mil reais, como você pode conferir no site do conselho.  E isso é o salário do trainee. Profissionais de nível pleno ou os sêniores acumulam valores maiores.

4 – Mercado aquecido e deve continuar assim

Como dissemos, o mercado está cada vez melhor para a Engenharia de Produção. Empresas pequenas, médias e grandes precisam dos profissionais dessa área, e isso pode ser percebido pela movimentação dos processos seletivos. Até em grandes crises, o volume de contratação é superior ao de outras profissões. Além disso, sabemos que os trabalhos desempenhados pelos engenheiros de produção continuarão sendo necessários por décadas em países em desenvolvimento, como o nosso. Afinal, há muito trabalho de base a ser desempenhado, e essa engenharia atua na linha de frente de toda a produção necessária ao crescimento. Desde construção civil até empresas de mineração, siderurgia, produção de alimento a partir de produtos agrícolas, a aquecida indústria dos cosméticos, entre outras – todas precisam dos engenheiros de produção.

5 – Mensalidades acessíveis

Os bons salários que o mercado oferece aos engenheiros de produção são inversamente proporcionais às taxas cobradas por algumas ótimas faculdades para um estudante cursar a graduação em Engenharia de Produção. A Faculdade Asa, por exemplo, além de oferecer mensalidades acessíveis, ainda disponibiliza muitas bolsas para que os estudantes consigam realizar o curso com um baixo investimento. Isso deixa a profissão acessível para todos.

As bolsas variam de 30% a 60% e duram o curso inteiro. Elas podem ser obtidas a partir de notas do ENEM ou fazendo o vestibular on-line. Veja, abaixo, a lista dos valores das mensalidades de Engenharia de Produção na Faculdade Asa – com e sem as bolsas.

Valor normal: R$1.506,00  

com bolsa de 30%: R$1.054,20
com bolsa de 40%: R$903,60
com bolsa de 45%: R$828,30
com bolsa de 50%: R$753,00
com bolsa de 55%: R$677,70
com bolsa de 60%: R$602,40

Não perca tempo! Invista em uma profissão que lhe dará retorno pessoal e financeiro.

Conheça mais sobre a Faculdade Asa